Rock in Rio começa nesta sexta (2) após dois adiamentos na pandemia
02/09/2022 17:46 em Música

O Rock in Rio retorna nesta sexta-feira (2) à cidade de origem do festival após dois adiamentos por conta da pandemia. Nos sete dias de música, a Cidade do Rock deve receber 700 mil pessoas para assistir mais de 250 artistas nacionais e internacionais. O evento já movimenta a capital fluminense, que vê a rede hoteleira perto da capacidade máxima e preços em alta por conta da demanda aquecida.

No primeiro dia, os roqueiros devem dominar a estrutura montada no Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. A principal atração da noite é o grupo americano de metal Dream Theater. Ainda passam pelo palco mundo, o principal do festival, os brasileiros do Sepultura em conjunto com a Orquestra Sinfônica Brasileira, Gojira e Iron Maiden.

No palco Sunset, destinado a parceiras e encontros de artistas, tem Living Colour e Steve Vai, Bullet for my Valentine, Metal Allegiance e Black Pantera e Devotos.

Ainda no primeiro final de semana, tem Post Malone, Justin Bieber, Demi Lovato, Marshmello, Iza e Alok. O DJ foi destaque na edição de 2018 e conquistou o direito de voltar ao Palco Mundo após ser elogiado por Roberto Medina, o criador do Rock in Rio.

Os shows seguem até o próximo dia 11 de setembro e a promessa é que os fãs curtam mais de 500 horas de música até lá.

A recomendação para o público é que utilize o transporte público para chegar ao evento. O metrô funcionará 24 horas para atender aqueles que vão ao festival.

Pela primeira vez, todos os ingressos são digitais e estão disponíveis apenas nos celulares dos espectadores. As pulseiras com chip da última edição foram abolidas.

Embora um sucesso de venda, com todos os ingressos vendidos com antecedência. A organização sofre com críticas pelos preços praticados dentro da Cidade do Rock. A cerveja será vendida a R$ 15, enquanto a pipoca pode chegar aos R$ 70 quando escolhida a maior opção. Cachorro-quente e hambúrgueres podem custar até R$ 50.

Neste primeiro final de semana, a previsão é de tempo firme, sem grande possibilidades de chuva, com exceção no domingo, quando uma frente fria se aproxima da cidade.

Quem espera ansioso o início do evento além dos fãs são os profissionais do turismo. A ocupação hoteleira está próxima da máxima e os preços estão inflacionados pela demanda alta. Nas redes sociais, há relatos de diárias de hotel custando mais de R$ 1 mil em quartos simples e a passagem de avião está proibitiva em alguns trechos, forçando que as pessoas optem pelos ônibus.

FonteBand.
COMENTÁRIOS