Polícia Ambiental resgata 27 galos índios em rinha, apreende armas e autua infratores, em Catanduva
11/10/2019 18:18 em Região

Uma operação envolvendo Policiais Ambientais de São José do Rio Preto, Catanduva e Novo Horizonte, nesta quinta-feira (10/10), culminou no resgate de aproximadamente 27 galos índio. O resgate se deu, após uma denúncia anônima de que no bairro conhecido como Km 7, localizado próximo de Catanduva, estaria ocorrendo rinha de galo, e que no local estariam várias pessoas.

Durante a averiguação de tal denúncia, os Policiais Ambientais, localizaram no referido local, 23 pessoas que seriam em princípio espectadores e dois que seriam os organizadores do evento. E, ainda no local, foram apreendidos além das aves (galos índios),uma espingarda calibre 36, uma carabina de pressão adulterada para calibre 22, cinco cartuchos calibre 22, 11 cartuchos calibre 36, sendo 10 intactos e um deflagrado. Além de produtos como pomadas de uso veterinário, comprimidos que serviriam para aliviar as dores sofridas pelas aves após a briga na rinha, seringas, agulhas para sutura, esparadrapo, esporas de nylon e biqueiras de aço que seriam usadas nos galos durante a rinha, tesouras, balanças, cadernos como possíveis apostas, dentre outros produtos e materiais, e também certa quantia em dinheiro com indícios de ser das apostas.

De acordo com a Polícia Ambiental, as aves apreendidas seriam levadas à sede do pelotão do Policiamento Ambiental de Catanduva até ser deliberada a destinação adequada.

Quanto às infrações ambientais, segundo as informações, foram lavrados os autos individualizando as condutas de cada participante, de acordo com a quantidade de galos que possuíam no local e se eram espectadores ou organizadores do evento.

Na esfera penal, posse ilegal de armas em desfavor de um dos organizadores do evento, além da conduta prevista no artigo 32 da lei 9605/98, esta aplicada a todos os participantes.

Fotos: Polícia Ambiental

Fonte: Polícia Ambiental Catanduva

COMENTÁRIOS